Carpe Diem | Bang Bang Escrevi

Carpe Diem

2 de jan de 2010

Sou criança, adolescente, ancião. 
Neste mundo que outrora era real, 
pois, hoje quase todos são artistas. 
Atuando suas agonias interiores, 
melancolias matinais; 
em espetáculos de rotina 
e esquetes de esquina. 
Sou palhaço, malabarista. 
Rindo do sistema. 
Escrevendo poemas. 
Dando gargalhadas pra afastar, 
distanciar, desarraigar; 
Qualquer vestígio de conformidade.
"Carpe Diem, quam minimum credula postero."
"Aproveite o dia, sem confiar no amanhã."
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
2 Comentários
2 comentários:

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.