Sonetos dos Sentidos: Paladar | Bang Bang Escrevi

Sonetos dos Sentidos: Paladar

17 de mai de 2012
Sua boca tinha gosto de vinho,
no canto a taça que o havia contido.
Em cima da mesa uma garrafa de seco tinto,
nos seus olhos o desejo gritando feito instinto.

Em meus beijos o salubre da sua pele morena.
Não tão salgado que na boca arde ferida pequena,
mas tão intenso quanto o álcool do vinho,
um rastro de desejo marcando o caminho.

O inocente e ingênuo doce de seu olhar
antes que venha a perceber a noite chegar
com o amargo de ser mulher o homem domar.

Saciar-me-ei nesse banquete,
de entrada a prato principal experimentar
e de sobremesa em minha cama te deitar.

Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.