Não Adormeço | Bang Bang Escrevi

Não Adormeço

18 de jun de 2012
Há dias que não consigo pegar no sono facilmente,
encosto a cabeça no travesseiro e não adormeço,
tendo ideias ingratas martelando na minha mente
e bem, desse perjúrio, isso ainda é só o começo.

Essa insistência barata como o reflexo da vida ingrata
cheia de cobranças que socialmente não vão acontecer.
O afogamento da vida, que em vão, a liberdade relata.
A asfixia da alma, que nesse mundo, há de perecer.

Por isso sou assim, recluso e recuso o ser humano,
Tenho mais em mim o que devo fielmente proteger,
“todos os desejos do mundo”, se me permite dizer
e tenho que realizá-los antes do meu corpo frágil falecer.

E agora, nesse instante, pra ser friamente franco.
Desejo a quem me ferir que sofra também um solavanco,
enquanto limpo a minha alma e reconquisto meu descanso
lavando minhas entranhas em uma gélida página em branco.

Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.