Resenha | O Aprendiz de Assassino, Robin Hobb | Bang Bang Escrevi

Resenha | O Aprendiz de Assassino, Robin Hobb

6 de ago de 2013
Título Original: Assassin's Apprentice
Autora: Robin Hobb
I.S.B.N.: 9788580448160
Altura: 23 cm.
Largura: 16 cm.
Profundidade: 2 cm.
Acabamento : Brochura
Edição : 1 / 2013
Idioma : Português
Número de Paginas : 416
Tradutor : Orlando Moreira
Editora: LeYa.
Avaliação:
Sem mais delongas vamos a resenha desse livro fantástico. O Aprendiz de Assassino por Robin Hobb.

Enredo e Personagens

A história acontece em lugar chamado Seis Ducados, que foram assim divididos depois das conquistas do Rei Tomador e assim o início da história da linhagem dos Visionários, em Cervo, sede do reinado ficam o Rei Sagaz, Cavalaria, filho mais velho, Veracidade filho mais novo do primeiro casamento, A Dama Desejo, sua segunda esposa e mãe de Majestoso o seu terceiro filho. A Trama se inicia com a misteriosa vinda de um garoto, trazido pelo seu avô, para ser deixado a cargo do seu pai na porta do castelo do Rei Sagaz, alegando de que ele seria o bastardo de Cavalaria. Devido a sua ausência o garoto, fica aos cuidados de Bronco, mestre dos cavalos, e homem de confiança de Cav, que nomeia o garoto de Fitz - Variação etimológica da palavra filius do latim, que significa "filho de", ou bastardo - Em um primeiro momento o garoto é recebido com desconfiança, mas a sua semelhança com Cavalaria torna inegável a sua linhagem.  

A chegada do bastardo, levanta os ânimos no castelo, deixando os Príncipes preocupados com o que o Reino irá pensar, Rei Sagaz, e esse é o seu nome, vê nessa situação uma oportunidade, pois enxerga o bastardo como um diplomata que não pode ser negado, mas que não é de suma importância para o reino, e assim, começa a jornada de Fitz em se tornar um assassino e servir o seu rei sem questionar. 

Por trás desse contexto medieval e de conflitos régios, existe a magia. Que nesse caso é um Dom que os descendentes da linhagem visionária possuem e ela tem dois lados o bom e o ruim, ou considerado bom. A parte boa chama-se Talento e a ruim de Manha, pra não dar Spoiler vou sintetizar que o Talento funciona em humanos e a Manha nos animais. Fitz, como portador do sangue real tem a propensão a possuir tais poderes, que devem ser treinados, apesar de proibidos, para auxiliá-lo em sua caminhada. Fora a parte misteriosa de como a magia funciona, ele também é treinado para assassinar com venenos, armas e com os próprios punhos, assim conhecemos Breu, o personagem mais incrível do livro, perdendo apenas para o Bobo, mas só por causa do mistério que o Bobo traz consigo, que ninguém sabe o que é. 

O livro cobre o período de adolescência e amadurecimento de Fitz . Da forma como ele vai perdendo a inocência e se tornando um assassino do rei. Em contraponto a paz do reino surgem os Navios Vermelhos que ameaçam a tranquilidade do reino durante as estações quentes e quando se descobre que Fitz, será uma peça chave nos estratagemas do Rei Sagaz e como o próprio Breu diz:
O Jogo só pertence ao Rei Sagaz. Mas que sem dúvida eles são suas peças mais importantes e valiosas no tabuleiro.

Detalhes Técnicos

O Livro é narrado em primeira pessoa, e esse é seu único ponto negativo, mas com o tempo você se acostuma e a leitura passa a  fluir tranquilamente, o começo é um pouco parado, mas isso acontece porque a escritora está trabalhando os pilares da personalidade do personagem e seu auto questionamento e o clímax do livro surge de uma forma arrebatadora, e totalmente imprevista até certo ponto. Outro ponto que percebi, e que deixou a desejar, mas que não é, por completo negativo, é que a autora se empenhou tanto em construir os personagens que em devidos momentos quando tenta ocultá-los de certos pedaços da trama os seus comportamentos os delatam. A Autora, sem dúvida alguma alcançou sua proposta e cumpriu com o seu dever, mas deixou a história com poucas pontas soltas, o que, de certo modo não se é esperado de uma trilogia. E esse é o ponto crucial de garantir o segundo volume, saber, o que ela vai tirar das mangas para continuar a história.

Sinopse

O jovem Fitz é o filho bastardo do nobre Príncipe Cavalaria e foi criado pelo cocheiro de seu pai, à sombra da corte real. Ele é tratado como um penetra por todos na realeza, com exceção do Rei Sagaz, que faz com que ele seja secretamente treinado na arte do assassinato. Porque nas veias de Fitz corre a mágica do Talento – e o conhecimento obscuro de um garoto criado em um estábulo, entre cães, e rejeitado por sua família. Quando assaltantes bárbaros invadem a costa, Fitz está se tornando um homem. Logo ele enfrentará sua primeira missão, perigosa e que despedaçará sua alma. E embora alguns o vejam como uma ameaça ao trono, ele pode ser a chave para a sobrevivência do reino.
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
2 Comentários
2 comentários:
  1. Adorei a resenha e fiquei com vontade de ler esse livro!!


    O blog é lindo, estou seguindo os blogs que participarão da maratona literária para manter contato ... se puder dar uma visita no meu vou ficar hiper feliz (:

    Ps: Já estou seguindo

    tresvezesporsemana.blogspot.com

    tresvezesporsemana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo elogio, e vou passar no seu pra dar uma espiadinha sim. :)

    ResponderExcluir

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.