Review Nº 1 | Brooklyn Nine-Nine 1x1 "Pilot" [Series Premiere] | Bang Bang Escrevi

Review Nº 1 | Brooklyn Nine-Nine 1x1 "Pilot" [Series Premiere]

19 de set de 2013
A série mereceu sua chance e aqui vai sua Review Nº 1.

Brooklyn Nine-nine é a típica série para o espectador relaxar, não tem um grande drama ou suspense por trás de toda a história, é o dia-a-dia de uma delegacia de polícia. Com apenas 20 minutos a série faz você gargalhar em quase todas as cenas.

Pra você ter uma mínima noção do que estou falando, o primeiro episódio trouxe como caso a ser investigado o roubo de um presunto que resultou em homicídio. 
E para nós, que somos acostumados com briefings de casos em CSI, Dexter, Hawaii 5-0 e qualquer outra série policial série, nos deparamos com um briefing divertido, apresentado pelo nosso eterno Julius, Terry Crews.
Andy Samberg está espetacular como o policial destaque da delegacia e em certos momentos ele consegue atrair a total atenção do público. A série não tem aquelas risadas clássicas de seriados de comédia como Two And a Half Man que você não sabe se está rindo porque a piada foi engraçado ou porque toda a plateia riu. Outra característica interessante é que em algumas cenas, principalmente as do protagonista, pode-se notar uma ou outra fala direta para a câmera, gerando uma comunicação entre o personagem e o público.

A equipe tem as mesmas características da descrição da série no post anterior, mas vou acrescentar o que achei do personagens. Ray Holt (Andre Braugher) é o novo capitão linha dura que já se revela uma surpresa no primeiro episódio. Jake Peralta (Andy Samberg), o detetive brilhante, mas que não amadureceu. Amy Santiago (Melissa Fumero), competitiva e que tem uma aposta com Jake de quem vai prender mais bandidos nesse mês, existe um clima de tensão entre eles que constrói a possibilidade de um romance, mas é daquele tipo de que se rolar um beijo eles vão se estranhar porque são amigos. Terry Jeffords (Terry Crews aka. Julius), policial que teve filhos e que agora tem medo do perigo, infelizmente ele fica meio de lado e não brilhará no show. Charles Boyle (Joe Lo Truglio), detetive esforçadoe sem muitas habilidades - meus amigo veriam nossa piada interna do nome "Charles" nesse personagem -, que acha que tem uma chance com Rosa Diaz (Stephanie Beatriz), minha personagem preferida até então, detetive do tipo amedrontadora e bruta até o último. Pra finalizar a estranha Gina Linetti (Chelsea Peretti) incherida da delegacia que se mete na vida de todos.

Outra coisa que veremos pelo menos uma vez em todos os episódios são os famosos flashbacks que mostram coisas do passado, onde os personagens vão atuar de forma estranha ou terão sua aparência modificada para torná-los cômicos. E mais, a série não é daquele tipo rasgante como TAHM que se esforça para que tudo seja engraçado, tem a comédia na medida certa. Já andei lendo que lá fora ela estreou bem, batendo 2.5 de demo ratings no público de 18-49 anos (ainda estou trabalhando em definir exatamente o que é isso, mas creio que seja o percentual atingindo do público-alvo) e cerca de 6 milhões de espectadores e o Channel 4 do Reino Unido, já comprou os direitos para a exibição em seu território.
Minha decisão: Claro que vou assistir. O Andy Samberg está muito bem no papel de Jake Peralta, a série realmente alivia as tensões, você ri quase o episódio inteiro. Mas não farei reviews porque o formato de 20 minutos não combina muito bem com o texto de uma review, talvez melhores momentos ou coisas do tipo, vou ver se consigo arrumar uma forma de falar dos episódios aqui, mas não prometo nada. A série ganhou seu chance e foi aprovada. o/

Se você ainda não se decidiu veja o trailer da série.

Leia mais sobre Séries.
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.