Livros | Chegando ao cinema baleias assassinas, Mogli, aquele mesmo, Fae, Anne Frank e mais... | Bang Bang Escrevi

Livros | Chegando ao cinema baleias assassinas, Mogli, aquele mesmo, Fae, Anne Frank e mais...

20 de dez de 2013
Muitas novidades baseadas em livros ganhando vida no cinema.

Ron Howard diretor de Rush: No Limite da Atração está adaptando o livro de  Nathaniel Philbrick, In The Heart Of The Sea que ganhou sua data de estreia para o dia 13 de março de 2015. O livro é publicado aqui pela Companhia das Letras. Chris Hemsworth, Benjamin Walker, Cillian Murphy, Ben Whishaw, Tom Holland, Brendan Gleeson e Jordi Molla estrelam o longa. Segue abaixo a sinopse.
Em 1820, o baleeiro Essex foi atacado por um cachalote enfurecido e afundou rapidamente. Nunca se imaginara que uma baleia pudesse reagir aos pescadores que a perseguiam. O que se seguiu ao naufrágio foi uma longa provação pelas águas do Pacífico: amontoados em três botes, os marujos navegaram durante três meses, experimentando os horrores da inanição e da desidratação, da doença, da loucura e da morte, chegando à prática do canibalismo.
O episódio, que inspirou Herman Melville a escrever Moby Dick, ficou registrado em relatos feitos pelos sobreviventes. Baseado em ampla pesquisa e fontes inéditas, o historiador Nathaniel Philbrick reconstitui todos os detalhes da tragédia, dando vida aos testemunhos com seu vasto conhecimento em assuntos marítimos. Dos meandros da economia baleeira às técnicas de navegação a vela e o comportamento das baleias, No coração do mar reúne informações minuciosas sobre cada aspecto da história. Uma aventura que desafia o leitor a refletir sobre os limites da capacidade de sobrevivência humana.

--x--

Christopher McQuarrie vai dirigir e Colin Firth vai estrelar a adaptação do romance do escritor francês Jean-Patrick Manchette, Three To Kill. O Livro conta a história de um desiludido homem de negócio que é testemunha de um assassinato e se vê perseguido por dois sociopatas implacáveis. Não tem publicação aqui.

--x--

Todos conhecemos Mogli, o menino lobo, pois bem, a Warner Bros vai adaptar O Livro da Selva de Rudyard Kipling, a obra está sob dominío público e tornou-se um dos projetos prioritários do estúdio. Com roteiro de Callie Kloves e produção do escritor da franquia de filmes do Harry Potter, Steve Kloves. O estúdio conversou com Alejandro Gonzalez Inarritu para assumir a direção, mas ainda não temos um diretor oficial. Se quiser ler a L&PM que publicou por aqui. Sinopse:
Você certamente já ouviu falar na história de Mogli, o menino lobo que virou desenho da Disney e até hoje é conhecida das crianças de todo o mundo. Pois as aventuras do "menino lobo" foram criadas no final século XIX, por Rudyard Kipling.
Mogli, que se perdeu na selva profunda ainda muito pequeno, é adotado por uma família de lobos. Em meio à natureza esplendorosa e selvagem, ele conhece Shere Khan - o tigre de Bengala -, uma pantera negra que vai protegê-lo e o velho Baloo, um urso pardo que ensina aos filhotes de lobo as Leis da Selva. Entre uma e outra aventura, Mogli cresce para se tornar um homem e deparar-se com os questionamentos sobre que tipo de pessoa será e sobre como se juntar aos da sua espécie sem trair as criaturas que o acolheram. Publicado originalmente em 1895, O livro das selvas é composto por várias histórias - a maioria das quais tendo Mogli como protagonista.
É uma das grandes obras da literatura universal que encanta leitores de todas as idades.

--x--

Ridley Scott optou por adquirir os direitos de Fae, Fantasia YA escrito pelo casal de irmãos Colet e Jasmine Abedi. O livro faz parte de uma trilogia intitulada de O Rei das Trevas. O livro tem sido um sucesso nas vendas digitais e tornado-se um fenômeno nas redes sociais. Não tem publicações aqui, mas você pode conferir a sinopse abaixo.
A batalha entre a Luz e a Escuridão está prestes a começar.
Caroline Ellis em seu décimo sexto aniversário põe em movimento uma série de eventos que foram profetizados há séculos. Uma descendente de Virginia Dare, a primeira criança nascida na colônia perdida de Roanoke desconhece o seu direito de primogenitura como a herdeira do trono de Fae Luz, estão Caroline começa uma relação tumultuada com Devilyn Reilly quando a verdade da sua herança é revelada.
Devilyn é o único de Fae que da Luz é quanto das Trevas e de maneira precária se esforça para manter esse equilíbrio para evitar que o poder das trevas prevaleça dentro dele. Ele é o único que pode salvar Caroline de quem a quer destruí-la e depois destruir toda a esperança para a unidade entre os Fae. Ele então promete a Caroline que ele vai protegê-la a todo custo, mesmo que isso signifique protegê-la dele mesmo.
Contada do ponto de vista alternados de Caroline e Devilyn, FAE baseia-se em mistérios, mitos e lendas para criar um novo mundo e um novo romance, perigosamente equilibrados entre Luz e as Trevas.
Crédito

--x--

Ari Folman vai dirigir a adaptação de O Diário de Anne Frank em formato de animação a produção está marcada para iniciar no Inverno de 2014. O livro é publicado aqui pela Record, sinopse:
Publicado originalmente em 1947, "O Diário de Anne Frank" já foi lido por milhões de pessoas em todo o mundo. Esta edição, porém, traz pela primeira vez a íntegra dos escritos de Anne, com todos os trechos e anotações que o pai da menina cortou para lançar a versão conhecida do livro. É comovente descobri que, no contexto tenebroso do nazismo e da guerra, ela viveu problemas e conflitos de uma adolescente de qualquer tempo e lugar. Neste volume, o leitor acompanha o desabrochar da sexualidade de Anne, surpreende-se com a relação conflituosa que a jovem tinha com a mãe e se emociona com sua admiração sem reservas pelo pai. Anne registrou admiravelmente a catástrofe que foi a Segunda Guerra Mundial. Seus diário está sempre entre os documentos mais duradouros produzidos neste século, mas é também uma narrativa terna e incomparável, que revela a força indestrutível do espírito humano.

--x--

A Universal Pictures escolheu um diretor para a adaptação do romance YA de fantasia de Laini Taylor, Feita de Fumaça e Osso. Michael Gracey vai assumir o longa que inicialmente teve o roteiro escrito por Stuart Beattie (Colateral) que posteriormente teve alterações feitas por Taylor. Joe Roth (Alice no País das Maravilhas, Branca de Neve e o Caçador ) irá produzir. O livro é publicado aqui pela Intrínseca, abaixo sinopse:
Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu.
Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo.
E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo.
O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho.

--x--

A Iniciante  Produtora/Financista Story Mining & Supply Co fez uma parceria com a Scott Free para adquirir os direitos do romance de V.E. Schwab, Vicious. Jeffrey Sharp e a presidente de produções da SM&SC vão produzir com Ridley Scott e Michael Schaefer, juntamente com Allison Gillogly.
Vicious é sobre dois ambiciosos futuros estudantes de medicina que descobrem que, sob as condições certas, uma pessoa pode desenvolver extraordinárias habilidades  sobrenaturais. Uma vez que passam do teórico para o experimental, as coisas dão terrivelmente erradas. A amizade dos dois corrompe-se pelo terrível poder de ambos os lados, preparando o palco para uma rivalidade épica alimentada por ambição, ciúmes e vingança, uma mistura tóxica quando abastecido por superpoderes.

Leia mais sobre Adaptações | Livros
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.