Resenha | David Copperfield, Charles Dickens | Bang Bang Escrevi

Resenha | David Copperfield, Charles Dickens

17 de dez de 2013
Título: David Copperfield
Autor: Charles Dickens
Páginas: 149
Editora: Hemus
Avaliação:

Um romance sensacional sobre a vida.

Charles Dickens tem esse dom de pegar histórias corriqueiras da vida e transformá-las em arte. Foi assim em Um Conto de Natal e manteve-se da mesma forma em Copperfield. Ler as aventuras do Pequeno Copperfield e vê-lo sofrer, enfrentar as dificuldades e triunfar enche os olhos. É como se todo o livro fosse uma fábula cheia de morais da história. Andei lendo sobre a influência dos clássicos e cheguei até um texto onde Ítalo Calvino, que já teve o seu As Cidades Invisíveis resenhado por aqui, diz que clássicos provocam esse tipo de reação, a auto reflexão e concordo profundamente com isso.


Além do mais clássicos são sempre histórias simples como Copperfield, um garoto que vai enfrentar a vida, vai comer o pão que o diabo amassou, como diria a minha mãe, mas que no fundo não é apenas isso a história tem sua carga de lições e coisas para te ensinar mesmo que tenha sido escrita há um século e meio atrás. Não tem magia, a melação é pura e natural e não criada para surpreender o leitor. Tanto que quando realmente acontece dá até uns arrepios de até que enfim, porque o Dickens mantem aquele ar de "será que isso realmente vai acontecer"?, então como leitor você começa a lutar com a história para que aconteça, não que isso vá mudar alguma coisa, mas naturalmente acontece.

Deixando um pouco de lado a história do livro, me surpreendi quando pesquisei sobre o título e descobri que o original em inglês, publicado pela Penguin Books, tem mais de 1000 páginas, acredito que nesse excedente de mais de 800 folhas o sofrimento de David só aumente assim como a sua vida com Dora e a sua amizade com Inês. Pensando na quantidade de material eu praticamente li um resumo, já que a minha edição da Hemus, que peguei na distribuição do Sarau do Binho tem 149 páginas apenas.

A história do garoto do Dickens já foi adaptada para a televisão diversas vezes em uma delas, a de 1966 de uma série de TV tem Ian McKellen como Copperfield e que muito tempo depois volta para outra adaptação, a de 1999 da BBC para um filme de TV como Sr. Creakle e que também tem como jovem Copperfield, Daniel Radcliffe (foto abaixo). Também possui uma adaptação de Teatro de 2006, uma versão estadunidense de 2000 e um musical de 1981. É pano pra manga viu.
Nem preciso falar que indico né? Simplesmente sensacional.
Leia mais Resenhas
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.