Review | Arrow 2ª Temporada | Bang Bang Escrevi

Review | Arrow 2ª Temporada

20 de mai de 2014
Eita, que foi paulera! E não me xingue, porque é óbvio que tem algum spoiler perdido no texto.

Diferente da obscuridade da primeira temporada e dos dramas do Oliver Queen (Stephen Amell), essa temporada veio com a ideia de redenção para Oliver. Depois do terremoto e da morte do Tommy, Oliver se sente culpado e muda sua forma de agir, deixa de matar e passa a encarar o fardo de ser um herói. Apoiado pela sua antiga equipe Felicity Smoak (Emily Bett Rickards) e John Diggle (David Ramsey) e com os novos no grupo Roy Harper (Colton Haynes) e Sarah Lance (Caity Lotz). Até o Detetive Lance (Paul Blackthorne) começou a aceitar a presença do "Arrow" - Arqueiro - em Starling City.

Essa temporada foi a criadora de oportunidades, a galera dos roteiros se esforçou para trazer uma boa parte do universo do Arqueiro Verde para as telinhas. Para começar podemos citar a treta com Slade Wilson (Manu Bennett), que se arrastou durante grande parte da temporada e que teve momentos de clímax sensacionais como o reservado para nossa querida Moira Queen (Susanna Thompson). Slade estava ligado ao Mirakuru que por sua vez fazia parte da trama que envolvia Oliver, Sarah Lance, Anthony Ivo (Dylan Neal) e Anatoli Knyazev (David Nykl). Diggle nos arrastou até a Rússia para encontrar a sua esposa que "só por acaso" estava na mesma prisão que Deadshot, só de brinqs ela estava em uma prisão russa.

Por outro ângulo a  temporada também jogou inúmeros fatos aleatórios que farão parte da trama da terceira temporada como o surgimento da A.R.G.U.S. comandada pela temida Amanda Waller (Cynthia Addai-Robinson), que não só chegou dando as caras como selecionou diversos seriais killers e psicopatas para fazerem parte da sua equipe, entre eles Tigre de Bronze, Deadshot e alguém que parece, e ficaria muito feliz se fosse, a Arlequina. A confirmação da existência de Nanda Parbat, já citada pelo Malcolm Merlyn e agora com a presença da Sarah e da Nyssa Al Ghul (Katrina Law), Herdeira do Demônio, filha de Ra's al Ghul da Liga dos Assassinos. Em um universo não muito distante, Bruce Wayne é pai de um filho dela. O nascimento do nosso segundo herói na emissora o pequeno e descolado Flash (Grant Gustin). Quase ofusquei o ambíguo Sebastian Blood, que se esforçou para fazer o melhor no final.

Ainda temos na lista de aleatórios a presença da animada Sin, que não ficou clara a sua participação e a entrada do Roy Harper para o grupo dos vigilantes. Um dos grandes momentos da temporada foi a volta do Malcolm Merlyn e todo o desenrolar que ele trouxe para a história, levantando questões muito interessantes sobre o destino da família Queen, além é claro da belíssima participação da Isabel Rochev, para dar um brilho a mais no elenco. E não podemos esquecer de pequenos eventos como o surgimento da Máscara do Herói e da perca das consolidações Queen.

A série aprendeu com os erros do passado, deixou os romances de lado, exceto quando eles fazem parte da construção da personalidade do personagem, como no caso do Roy e da Thea, mas não no caso do Oliver e da Laurel. E também mudou o cenário, desde o começo ela pareceu uma estrada para a redenção, que só foi alcançada no último segundo pelo protagonista, mas que durante toda a temporada foi mudando os pontos de vista dos outros personagens. Dilemas internos sobre o certo e o errado regaram o restante das sementes que foram plantadas. Agora é esperar para saber qual será o destino da nossa trupe, e como vai funcionar a dinâmica entre Flash e Arrow.

Ainda temos chegando logo logo, Gotham e Constantine, para alegrar-nos.

Confira algumas fotos da temporada abaixo:

Leia mais sobre Arrow
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.