Review | Segunda temporada de Hannibal | Bang Bang Escrevi

Review | Segunda temporada de Hannibal

25 de mai de 2014
Olá pessoal, mais uma resenha para vocês.

Para quem não conhece, Hannibal é a adaptação para série de TV dos livros de Thomas Harris, você já deve ter ouvido falar dele em Silêncio dos Inocentes (1991), Hannibal (2001), Dragão Vermelho (2002) ou em Hannibal: A origem do Mal (2007). Em todos esses filmes o personagem está presente sendo que em Silêncio dos Inocentes e Dragão Vermelho o Dr. Hannibal Lecter é apenas um consultor do FBI após a sua captura, a qual nunca é relatada nos filmes. Mas afinal quem é Hannibal? Juntando tudo o que eu sei dos filmes e da série posso dizer que o Dr. Hannibal Lecter é um psiquiatra extremamente perigoso, persuasivo e bem treinado e, como se não fosse suficiente, é canibal.

Na série ele funciona como consultor do FBI durante o seu período de psiquiatra, onde atende a Will Graham (Hugh Dancy) uma gente do FBI que tem uma habilidade "quase especial" de criar empatia pelos Assassinos em Série que o FBI estão investigando, porém Hannibal (Mads Mikkelsen) explora essa habilidade e tenta transformar Will em um assassino, depois de acontecer infinitas merdas, Will percebe, mas já é tarde demais e ele vira o principal suspeito dos assassinatos que investigava. Esse é o ponto onde começa a segunda temporada.
A segunda temporada teve a sua maior parte filmada no sanatório onde Will foi preso. Durante esse período ele reconheceu as habilidades do Hannibal e entendeu que só jogando o mesmo jogo que ele, haveria uma chance de capturá-lo. Isso custou muito para Will, e para todo o elenco de suporte. Por que? O Hannibal não perdoa. Vou evitar spoilers. Em determinado momento da série a Psiquiatra do Hannibal, sim um psiquiatra que tem uma psiquiatra. Acho que uma pessoa assim é louca ao quadrado. Afirma que se o FBI acha que está próximo de pegar o Hannibal, é porque ele quer que eles pensem assim. E dito e feito.

"Não há como pará-los" Alana Bloom
Hannibal guardou magníficas surpresas para o final e ainda acrescentou um toque pessoal a toda a cena de fechamento. Essa temporada foi única e exclusivamente voltada para o Hannibal, ela apresentou o Hannibal, como o é, para os expectadores, e elogio a construção do personagem, ela foi sublime. Logo, vimos como Hannibal usa o seu nariz como vantagem e suas habilidades de combate (em poucas cenas, mas elas existem), a sua famosa calma em matar mencionada em vários filmes e principalmente o gancho para a próxima temporada, que eu já havia mencionado, onde aparecem Margot e Mason Verger. Mason alimenta uma vingança contra Hannibal em Hannibal (2001).

Ainda não sei o que esperar da terceira temporada, mas que ela venha aí, linda e magnífica, como tem sido. Nem preciso elogiar as interpretações do Mads, do Dancy e do Fishbourne, Hannibal é tão bom que até os cachorros do Will são estrelas.

Leia mais sobre Hannibal
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
1 Comentários
Um comentário:
  1. Nd de anormal em um psiquiatra ter sessões com outro, na verdade isso é mto recomendado.

    ResponderExcluir

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.