Resenha | Capão Pecado, Ferréz | Bang Bang Escrevi

Resenha | Capão Pecado, Ferréz

27 de ago de 2015
E aí Fellas!

Hoje trago para vocês essa obra surpreendente, talvez mais pra mim ou nós aqui da periferia, que é Capão Pecado, do Ferréz. 

Capão Pecado, conta a história de Rael, da sua infância até sua vida adulta. Rael é um menino comum, que vive na periferia da zona Sul de São Paulo, mais especificamente no Capão Redondo. Como todos sabem se acompanharam os jornais há alguns anos atrás, o Capão sempre foi uma reverência a violência no estado de São Paulo, atualmente trabalho no bairro e convivo com as histórias e aqui o livro começa a ser impressionante. O livro pareceu para mim, intimamente invasivo, cita diversos lugares que conheço, que já passei e alguns que até frequento.

LEIA TAMBÉM | Prévia de Desterro, HQ do Ferréz com o Alexandre de Maio

Rael é o diferente da Favela, ele entende a sua situação, e quer melhorar. Carrega consigo seus sonhos e os exemplos da sua mãe, que é a sua inspiração e a vertente mais emocionante do livro, porque ele também é consciente dos sacrifícios dela. A mãe do Rael é idêntica a milhares de mães que fazem de tudo para dar ao filho condições de escapar da dura realidade. O livro lembra muito os conselhos que recebia na minha própria casa, principalmente, o "Só se perde quem quer" e o "Respeito deve sempre prevalecer, dizer um bom dia ou boa noite nunca matou ninguém", isso é minha mãe sobre cumprimentar a malandragem.

É difícil escrever sobre o livro, porque ele é parte da minha realidade, então existe um confronto sobre o que é a história e sobre coisas que eu sei ou aprendi nesses quase 20 anos que moro na Zona Sul. Mas enfim, Rael vai crescendo e se apaixona por Paula, namorada de um amigo seu, e aí a treta tá feita. Não vou entrar em detalhes aqui, pra não estragar a surpresa. Paralelo a história de Rael, Ferréz insere o cotidiano da bandidagem representada pelos "caras mais velhos" e pela figura de Burgos, assassino cruel e sangue no zóio da favela! Burgos é o protagonista de uma série de atrocidades que acontecem durante a leitura e que costumam ser cada vez mais chocantes.Outra viés importante do livro é o constante embate com o sistema e com os mais ricos. Mostrando que a favela carrega um rancor das classes altas.

Na minha edição tem algumas notas entre uma parte e outra da história, na primeira, que foi feita pelo próprio autor, notei uma indignação por terem rotulado o livro como "ficção da realidade", discordo totalmente disso. Pra nós, que moramos aqui, não é preciso muita imaginação para criar atrocidades. O cotidiano se encarrega disso.
Ficha Técnica 
Título: Capão Pecado
Autor: Ferrez
Acabamento: Brochura
Editora: Planeta
Ano: 2005
Edição: 2013
I.S.B.N. 9788542201406
Nº de Páginas: 152

Leia mais Resenhas
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.