Resenha | O Cão que Guarda as Estrelas, Takashi Murakami; JBC | Bang Bang Escrevi

Resenha | O Cão que Guarda as Estrelas, Takashi Murakami; JBC

18 de ago de 2015
Bom dia, amigos! Estou em êxtase. Fazia muito tempo que não lia algo assim, talvez a última obra tenha sido Caninos Brancos ou O Apelo da Selva. E assim como Caninos e Buck, Happy garantiu um lugar especial no cantinho dos favoritos. Mas deixa desse sentimentalismo e vamos lá! (até parece, esse livro é de encher oceanos)

É difícil pra caralho ler essa obra. Vamos começar assim, porque ainda estou emocionalmente abalado. O Cão que Guarda as Estrelas, de Takashi Murakami conta a história de Happy, um cachorrinho qualquer que é encontrado por Miku, sem grandes condições especiais e levado para casa de uma família comum japonesa, simples né? Isso mesmo. A história é narrada a partir da visão do cão, de como ele enxerga os humanos e de como as coisas mudam com o passar do tempo.

Diferente do que estamos acostumados a ler em mangás - eu pelo menos -, a simplicidade dessa história é de encher aos olhos, por que mesmo sendo simples ela levanta questões infinitamente profundas sobre a vida, no final do livro tem um posfácio do autor que é o pingo no "i", onde ele adverte para não julgar tão simplesmente o protagonista.

Outro ponto intensamente interessante é sobre os nomes dos personagens. A obra é dividida em duas partes e em momento algum é revelado o nome da figura masculina e da figura feminina, o cão apenas os trata como "papai" e "mamãe", exceto por Miku, acredito que seja porque é normal os pais chamarem os filhos pelos nomes e não o contrário, enfim. Esse aspecto dá a obra um tom universal, será que pra todos os cães somos "papais" e "mamães"?

A obra insere a figura do cão como a representação da pureza, de amar independente de qualquer coisa. Desta forma, Happy é uma alegoria de tamanha representação. Capaz de se estender até a segunda parte do livro e emocionar tanto os personagens do livro que não conheciam a sua história, como estender seu latido a quem está lendo. Happy tem essa capacidade de fazer seus cães internos uivarem, de fazer você se lembrar dos pequenos companheiros que teve e que amou.

O mais engraçado, entretanto, é o fato do cão se chamar Happy, do inglês, Feliz. Porque a obra em si é uma história triste, cujo qual, você deve estar psicologicamente preparado, mas quando a tempestade sentimental passa, você acaba por agradecer ao autor e ao Happy, pelos sentimentos que ele desencadeou, pelo pequeno momento de alegria.

E, por último, vamos falar rapidamente sobre o próprio título, os japoneses são cheios disso. "O Cão que Guarda as Estrelas" ou "Hoshi Mamoru Inu", é um expressão japonesa usada para representar algo inalcançável, representado pelo cão que observa as estrelas, como se as quisesse, mesmo que isso seja impossível. Isso não é um spoiler, pois trata-se da primeira frase do mangá. Porém, isso se desenvolve durante a história nos próprios personagens. E também, em um ponto de vista pessoal, porque acredito profundamente nisto, estamos todos fadados a sermos cães que guardam as estrelas em um momento ou outro na vida. E... Bam, lá vem o choque de memórias novamente.

Sem dúvida é um livro que se enquadra na prateleira das obras breves como uma brisa e devastadores como uma tempestade, e também na dos títulos favoritos. Além de ser indispensável para qualquer colecionador ou amante de cães. O maior elo que criei com O Cão que Guarda as Estrelas, é o de que o livro foi escrito pensando em mim, pra mim, entende!? Tenho certeza de que milhares de leitores tiveram a mesma situação. Agora deu.

Beijos, Nina e Diva!
Saudades, Ralf, Pink e Bianca!

Você pode gostar também de:
Resenha | Terra Formars, Sasuga e Tachibana; JBC
Eventos | 21ª Fest Comix, aquisições - THIS IS SPARTA!!!
Resenha | All you need is kill, Hiroshi e Obata; JBC

Ficha Técnica 
Título: O Cão que Guarda as Estrelas
Autor: Takashi Murakami
Acabamento: Brochura
Gênero: Ficção
Editora: JBC
Ano: 2014
I.S.B.N. 9788577879045
Nº de Páginas: 132

Leia mais Resenhas ou sobre Mangás
Victor Candiani

Uma pessoa que gasta muito tempo com livros, filmes e séries.

Comentários
0 Comentários
Deixe seu comentário
Postar um comentário

 
Bang Bang Escrevi | Todo conteúdo está sob a proteção da licença Creative Commons 3.0.